Tempo de leitura: 2 minutos.

Texto original: Skip the WCAG escrito por Hampus Sethfors.

Se você está tentando tornar seu site ou aplicativo acessível, você provavelmente se atrapalhou nas Diretrizes de Acessibilidade para o Conteúdo da Web (WCAG). Mas não desperdice sua energia tentando compreendê-la. Sério, não!


Teste com pessoas reais

Eu sei que é uma declaração ousada. Mas o WCAG irá confundi-lo. E provavelmente assustá-lo. É realmente um documento longo e difícil de compreender.

O quê mais? Bem, peguei as WCAG, coloquei no Microsoft Word e baixei todo o documento. Voilà, aqui estão as 98 páginas:

98 páginas da documentação do WCAG 2.0

Além disso, existem as técnicas reais para o sucesso - os links azuis na segunda metade das páginas acima levam a essas técnicas. Provavelmente mais 1.000 páginas ou mais.</p>

Então, em vez de mergulhar na WCAG, opte por permitir que as pessoas com deficiência. testem seu site ou app.

Eu fiz isso muito no meu papel como designer de interação em empresas com foco em acessibilidade. E não há dúvidas em minha mente: o teste com usuários com deficiência irá ajudá-lo a melhorar a acessibilidade muito mais do que ler qualquer checklist ou web standard.

Usuários “normais” não são bons o suficiente

Testar com usuários com deficiência também irá ajudá-lo a melhorar sua usabilidade muito mais do que testar com seus usuários “normais”. Por quê?

Bem, por exemplo, uma pessoa com deficiência cognitiva, como o autismo, reagirá às mesmas coisas que outro usuário. Mas eles vão mais longe. Eles são muito melhores em detectar inconsistências no design, problemas com navegação e conteúdo desnecessário.

Coisas que outros usuários vão achar irritantes, para eles podem auxiliar. Da mesma forma, uma pessoa com baixa visão reagirá ao pequeno texto ou ao baixo contraste, o que tornará difícil a leitura de qualquer pessoa no sol com um smartphone.

Se você quiser testar com pessoas com deficiência, criei uma lista de dicas para você ir em outro artigo:

Não me mate…

E, finalmente, volto para as pessoas incríveis da comunidade de acessibilidade: por favor, não me mate por sugerir que as pessoas ignorem as WCAG. O fato é que eu amo as WCAG! Provavelmente é um dos documentos mais importantes em torno de todas as categorias.

Mas deve ser usado por pessoas que amadureceram ainda mais em sua carreira de acessibilidade ou mentalidade.

Primeiro, você deve testemunhar pessoas em ação, caso contrário, você não entenderá como usar as WCAG, por que está por aí e são pontos fortes e limitações. Espero que você entenda o que quero dizer!

wcag teste usabilidade
Bruno Pulis

Bruno Pulis

Procurando um profissional para tornar seus produtos digitais acessíveis? Vamos conversar, minha missão é tornar a web mais simples e acessível

Github Twitter Facebook

Comentários